Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Dom Roque responde à denúncia contra escola Educandário

Compartilhe:
dom-roque

Na tarde dessa sexta feira (13), o religioso Dom Roque Cardoso Nonato esteve nos estúdios da  Radio Web Olha a Pititinga para prestar esclarecimento sobre as denúncias feitas por pais de alunos à Escola Educandário Jesus por Maria. Na semana passada, pais de alunos procuraram nossa equipe para apontar supostos maus tratos por parte da vice-direção da escola e outras possíveis irregularidades.

O religioso afirmou que a mãe que fez a denúncia será acionada judicialmente e responderá pelo crime de difamação. A respeito  da vice-diretora da escola, ele afirmou que as acusações não são verdadeiras e esclareceu que a educadora é cuidadosa, trata bem as crianças e promove vários eventos para os alunos. Sobre a falta de acesso dos pais à escola, ele explicou que o atendimento é realizado numa sala na entrada da escola para evitar que as aulas sejam interrompidas e que as crianças percam a concentração. Questionado a respeito do cargo da mesma, Dom Roque afirmou que ela é diretora administrativa, mas está ocupando o cargo da vice enquanto busca aposentadoria.

Em relação aos livros didáticos que, conforme a denúncia, teriam sido doados a uma fábrica de papel, Dom Roque esclareceu que se tratavam de livros que não eram mais utilizados e já se encontravam no almoxarifado da instituição.  Em relação aos livros usados que foram entregues aos alunos, ele informou que foi cometido um erro na hora da entrega.

Foi ainda denunciado pelos pais que uma criança se acidentou na escola e foi levada até a metade do caminho de casa e que a instituição não informou os pais sobre o ocorrido. Sobre isso, Dom Roque defendeu que o parquinho são para as crianças pequenas que só vão acompanhadas para o espaço, e a criança que se acidentou teria ido escondida e por isso se acidentou.

Dom Roque também pontuou a respeito de uma ex-funcionária que teria sido demitida por acusação de roubo na escola. O religioso contou que a funcionária teria solicitado o próprio desligamento da escola, justificando que iria se aposentar e que essas informações constam em Ata.

Deixe seu comentário: