Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

photo
No comando: Programa Pititinga N@ Rede

Das 09:00 as 12:00

No comando: Programa Viva o Dia

Das 09:30 as 11:30

jornada-esportiva
No comando: Jornada Esportiva

Das 14:00 as 18:00

programa-2a-edicao
No comando: Programa Olha a Pititinga

Das 15:00 as 18:00

No comando: Programa Olha a Pititinga – Especial

Das 16:00 as 18:00

programa-passa-a-bola
No comando: Programa Passa a Bola

Das 18:10 as 19:30

Resumo da sessão da Câmara de Vereadores de Cachoeira

Compartilhe:
sessao-cachoeira
Durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Cachoeira, ocorrida nesta segunda-feira (6), o vereador Josmar Barbosa PRB,  comentou sobre o aumento na taxa do IPTU. Segundo Josmar, uma pessoa pagava pouco mais de R$ 40 e agora pagou R$800. O vereador também comentou uma afirmação do prefeito municipal, que teria construído 20 casas de farinha, mas até agora não se viu essas casas.
O vereador Laelson Luis PSB, cobrou da gestão  atenção para as estradas vicinais, pois estão intransitáveis, principalmente as quilombolas. Laelson afirmou que não adianta o gestor só fazer calçamentos, também é necessário realizar as manutenções nos que já estão feitos. O vereador cobrou mais atenção para a Saúde, Educação e Segurança do município.
O vereador Wendel Chaves PP, se dirigiu ao vereador Josmar e rebateu que não se pode generalizar a questão do IPTU, pois ele só levou o caso de uma pessoa  e não levou mais detalhes, informando se ela aumentou a sua residência ou outra situação.  Wendel falou também sobre a reunião com os professores do município e a secretaria de educação, para tratar sobre o reajuste salarial dos educadores.
A vereadora Ana Cristina Soares PSB, afirmou que gostaria muito que a gestão tivesse disposição para garantir os serviços públicos do município, qualidade na Saúde, Educação e Segurança. Cristina pontuou que cada unidade de saúde realiza quatro ultrassons por mês, mas poderiam ser feita mais ultrassons e outros exames gratuitos se a gestão fizesse o convênio com a Policlínica Regional.
O vereador Cristiano Alves PSDB, solicitou do gestor que coloque um alambrado no campo da comunidade do Cubi, solicitou também uma ajuda para a construção de uma sede da associação de moradores  na comunidade.  Cristiano parabenizou a gestão por mais uma inauguração, dessa vez na comunidade do Alecrim que recebeu uma praça qualificada, uma rua asfaltada e também uma academia ao ar Livre.
O vereador Cosme Carlos PSL, afirmou que nas sessões itinerantes percebe que muitas comunidades ainda carecem de atenção do poder público. Mas, segundo ele, o prefeito já está levando melhorias para essas comunidades. Cosme lembrou que os vereadores devem ajudar a população a marcar os exames pelo SUS, como ele fazia e continua fazendo, em vez de ficar esperando somente pela gestão municipal.
O vereador Ediramir Clementino PSL, questionou onde está o prejuízo no fato do gestor aplicar a lei de parcelamento do IPTU e afirmou que os aumentos  apontados pelo vereador Josmar são de acordo com o valor do imóvel.  Ediramir justificou que as empresas que se instalariam em Cachoeira não vieram por causa da situação econômica do país. Para resolver a situação, o prefeito está trazendo obras para o município e ajudando os pais de família.
O vereador criticou ainda o Instituo de Patrimônio Histórico e Artistico Nacional (IPHAN) e afirmou que a instituição tem sido um “calo no pé”  do prefeito.
O vereador Ênio Cordeiro DEM, contou que ao visitar as comunidades rurais do Tabuleiro  da Vitória Terra Vermelha presenciou duas crianças indo para a escola a pé, fazendo o percurso de aproximadamente 5km. O vereador se comprometeu a passar a situação para a Secretaria de Educação do município.
O vereador Fábio Coqueiros PSB,  solicitou da prefeitura que retire os entulhos da comunidade do Tororó e parabenizou a equipe que fez a iluminação na quadra do Quebra Bunda.
O presidente da Câmara, vereador Júlio César PSC,  afirmou que duas falas lhe chamaram atenção durante a sessão. A primeira fala foi do vereador Ediramir, que afirmou sempre conseguir marcar os exames e se a oposição quisesse  marcar bastava ir para a base do governo. Júlio César afirmou que os recursos são públicos e não tem necessidade de vereador se aliar ao governo para marcar exames. A outra fala citada pelo presidente foi a do vereador Cosme Carlos, que afirmou que os vereadores tem que sair  e ajudar a população a marcar os exames. Júlio César afirmou que os vereadores já fazem muitos papeis das secretarias de saúde, obras e outras.
Matérá: Naiane Santos

 

Deixe seu comentário: